Vereadores barram projeto que restringia atuação de cobradores de ônibus de Porto Alegre

Depois de duas tentativas desde o fim da semana passada, finalmente nesta segunda-feira, dia 3 de fevereiro de 2020, os vereadores de Porto Alegre votaram hoje na Câmara Municipal, um dos projetos do transporte coletivo da Prefeitura de Porto Alegre.

Por 23 votos a nove, os vereadores votaram contra o Projeto de Lei 2035 de 2017 que restringia a atuação dos cobradores de ônibus em Porto Alegre.

O projeto que o Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre foi contrário desde o início, desobrigaria os cobradores de ônibus de trabalharem todos os dias entre 22 e 4h, em linhas com número reduzido de passageiros, aos domingos, aos feriados e em dias de Passe Livre.

No mês de dezembro, este mesmo projeto era pra ter sido votado na Câmara Municipal, mas no dia 19 de dezembro, foi adiado para este ano, por causa do recesso dos vereadores.

Cobradores de ônibus

“Não existe, dentro do trânsito de Porto Alegre, como o motorista trabalhar sozinho e tomar conta do que acontece dentro do ônibus. O ônibus vai demorar 2 horas e 30 minutos para ir da Borges de Medeiros até o Lami”, disse o vereador Paulinho Moreira, durante a votação do projeto.

Quanto aos demais projetos do transporte coletivo, pelo menos por enquanto, estão protocolados sem regime de urgência. São eles:

– Taxa das corridas de aplicativos
– Fim da taxa de gestão do sistema de transporte coletivo
– Pedágio para carros de fora da cidade adentrarem em Porto Alegre
– Substituição do Vale-Transporte por Passe Livre aos trabalhadores

Eduardo Paulino

Paulistano, aquariano e prestativo. É apaixonado pelos temas marketing digital, mobilidade urbana, recursos humanos e empreendedorismo. É o criador dos sites Mobilidade SampaMobilidade Curitiba, Mobilidade RioMobilidade Floripa e Mobilidade Porto Alegre. Quer entrar em contato com o Eduardo? Escreva para eduardo@grupopln.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.