Prefeitura de Porto Alegre libera tráfego de táxis em faixas exclusivas

27
Táxis de Porto Alegre
Foto: Gustavo Roth/Prefeitura de Porto Alegre
Publicidade

O prefeito Nelson Marchezan Júnior anunciou, nessa quinta-feira, dia 24 de outubro, em sua conta no Twitter, a liberação para o tráfego de táxis nas faixas exclusivas para ônibus que ficam no mesmo sentido de trânsito das avenidas.

No caso das faixas exclusivas da Avenida Cristóvão Colombo e do sentido Centro na Avenida Independência (que ficam no contrafluxo), a circulação de táxis não será permitida.

Já os corredores de ônibus continuam sendo somente para os coletivos. A medida vale a partir desta segunda-feira, dia 28 de outubro,e vai durar alguns meses, para teste e avaliação.

Publicidade

Com isso, a Prefeitura de Porto Alegre pretende incentivar o uso do táxi, um serviço público que perdeu espaço nos últimos anos. Em 2014, Porto Alegre contava com 10 mil condutores cadastrados. Hoje, são 6.305 – uma redução de 37% nos últimos cinco anos.

A frota também apresenta redução. Passou de 3.905 prefixos, em 2014, para 3.817 prefixos atualmente. Isso significa 88 táxis a menos na capital gaúcha – uma média de 17 carros a menos a cada ano.

Ao permitir que os táxis utilizem as faixas exclusivas, a Prefeitura de Porto Alegre está dando mais competitividade ao serviço, principalmente nos horários de pico. A ideia não é nova e já é bastante utilizada em grandes cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Com mais agilidade nas viagens, espera-se uma diminuição no tempo de deslocamento dos clientes. Isso pode atrair novos passageiros e reduzir o consumo de combustíveis e emissão de poluentes.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação acompanha e avalia continuamente a implantação das faixas exclusivas, assim como outras já instaladas há mais tempo.

“É preciso fortalecer o transporte público e os táxis, que, mesmo sendo um meio de transporte individual, fazem parte do sistema de transporte público e contribuem para a redução do número de veículos particulares nas ruas”, diz o secretário Extraordinário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello.

“As mudanças necessárias para melhorar os deslocamentos na cidade não são imediatas nem compostas por ações isoladas. São um conjunto de estratégias que estamos implementando e ainda vamos colocar em prática”, explica.

Segundo o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação, Fábio Berwanger, além de medidas da administração pública, é preciso uma mudança radical de cultura. Nessa sexta-feira, dia 25 de outubro, às 10h, a Empresa Pública de Transporte e Circulação recebe sindicatos e representantes dos taxistas para detalhar a proposta e responder a dúvidas.

Faixas exclusivas já existentes:

– Júlio de Castilhos
– Voluntários da Pátria
– Cavalhada
– Nonoai
– Brasil
– Bento Gonçalves
– Assis Brasil
– Icaraí
– Ipiranga
– Rodoviária (Rua da Conceição)
– Independência
– Mostardeiro

Faixas exclusivas que serão implantadas até março de 2020:

– Goethe
– Conceição – Centro
– Conceição – Bairro
– Mauá
– João Goulart
– Loureiro da Silva – sentido túnel
– Paulo Gama – Engenheiro Luiz Englert
– Siqueira Campos
– Ipiranga – Centro II (Antônio de Carvalho até Barão do Amazonas)
– Ipiranga – Centro III (Barão do Amazonas até João Pessoa)
– Silva Só
– Azenha
– 24 de Outubro
– Plínio Brasil Milano – Centro

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui