Obras de macrodrenagem do Arroio Areia entram na oitava etapa

Nesta segunda-feira, dia 29 de junho de 2020, o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen, acompanhado de técnicos da Prefeitura de Porto Alegre e da empresa executora, vistoriou o início dos trabalhos de mais uma obra de drenagem, a chamada D5.

Trata-se de uma obra linear, que contará com 404 metros de tubulações que chegam a ter 1,5 metro de diâmetro. A mesma inicia no reservatório R9, em execução na Praça Fortunato Pimentel, seguindo pela Rua Gaston Englert, chegando na Avenida do Forte, no bairro Vila Ipiranga.

Somada às demais 25 obras do conjunto da Macrodrenagem do Arroio Areia, contribuirá para amenizar os históricos problemas de enchentes e alagamentos na região.

“Essa nova rede ampliará a drenagem local, desviando o fluxo principal das águas da chuva de uma rede hoje existente nos fundos de áreas privadas, passando a levá-la até o reservatório R9. Depois de concluída, essa ampliação irá beneficiar diretamente 18 mil moradores do bairro Vila Ipiranga”, explica o secretário, Marcelo Gazen.

A obra D5 tem prazo previsto para conclusão de seis meses com investimento total de R$ 1.550.716,93.

Macrodrenagem do Arroio Areia

O conjunto de obras foi iniciado em junho de 2018. Atualmente, estão em andamento os reservatórios R1 (Praça Lopes Trovão), R2 (Praça Francisco Guerra Blessman) e R9 (Praça Fortunato Pimentel), além das obras lineares C2 (Rua Anita Garibaldi), I2 (Avenida Sertório) e a D5 iniciada hoje. As obras lineares C1 (Rua Anita Garibaldi) e F1 (Avenida Plínio Brasil Milano), foram concluídas e entregues em 1º de junho deste ano.

O conjunto de obras beneficiará 180 mil moradores de 14 bairros da zona Norte da capital gaúcha (Bom Jesus, Três Figueiras, Chácara das Pedras, Vila Jardim, Jardim Europa, Boa Vista, Vila Ipiranga, Higienópolis, São João, Passo da Areia, Cristo Redentor, Santa Maria Goretti, Jardim São Pedro e limite com Anchieta). O investimento total é de cerca de R$ 107 milhões provenientes do Ministério do Desenvolvimento Regional e contrapartida da Prefeitura de Porto Alegre de cerca de R$ 1,3 milhão.

Trânsito

Com o início dos serviços da D5, os veículos que circulam pela Rua Gaston Englert em direção à Avenida do Forte devem fazer o desvio pela Rua Europa, pouco antes do bloqueio da via, depois pela Praça Fortunato Pimentel até a Avenida Doutor João Simplício Alves de Carvalho, onde uma travessia semaforizada permite acessar em segurança a Avenida do Forte em ambas a direções.

A Rua Cipó tem acesso somente local para moradores enquanto o bloqueio na Rua Gastão Englert ocorre em etapas, para que haja o menor impacto possível, até chegar na esquina da Praça Alfredo Sehbe. Toda a operação está sinalizada com indicações sobre os desvios e ajustes podem ser feitos conforme o avanço dos trabalhos.

Os agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação vão monitorar a circulação e orientar os motoristas para minimizar os impactos no trânsito.

Mobilidade Porto Alegre

A redação do Mobilidade Porto Alegre é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Porto Alegre e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@mobilidadeportoalegre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.