Marinha envia maior navio de guerra da América Latina para auxiliar vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

176
Foto: Divulgação/Marinha do Brasil
Publicidade

Na mais recente ação de apoio às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, a Marinha brasileira mobilizou seu maior navio de guerra, o navio-aeródromo multipropósito Atlântico. A embarcação partirá da Base Naval do Rio de Janeiro na quarta-feira (8), com previsão de chegada ao estado no sábado (11), trazendo consigo recursos vitais para assistência humanitária.

Com pouco mais de 200 metros de comprimento, o Atlântico é o principal navio de guerra em operação pela Marinha, desde sua aquisição pelo Brasil em 2018. Equipado para transportar cerca de 20 helicópteros e até 800 militares, o navio desempenhará um papel crucial nas operações de resgate e suporte logístico.

A missão inclui o transporte de oito embarcações de médio e pequeno porte, destinadas a facilitar o resgate de vítimas das enchentes. Além disso, o navio levará duas estações móveis para tratamento de água, com capacidade de produzir impressionantes 20 mil litros de água potável por hora, visando mitigar os impactos da crise hídrica que assola a região.

Publicidade

A Marinha também anunciou o envio de três embarcações adicionais nos próximos dias, fortalecendo ainda mais as operações de resgate. “O trabalho das equipes de resgate aéreo da Marinha receberá, com a chegada dos navios, reforço de mais oito aeronaves, além das quatro que permanecem de prontidão no estado”, declarou a Marinha em comunicado oficial.

Desde o início das operações, a Força Naval já resgatou 150 pessoas no Rio Grande do Sul. E para intensificar ainda mais os esforços de assistência, está previsto o envio de um grupo de fuzileiros navais nesta terça-feira (7) para erguer um hospital de campanha em Canoas (RS). Com capacidade para 40 leitos, o hospital atenderá às vítimas das enchentes com o apoio de médicos militares.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui