Estado de emergência no Rio Grande do Sul: quatro barragens em risco iminente de ruptura

223
Foto: Reprodução
Publicidade

No Rio Grande do Sul, a situação climática desencadeou uma série de eventos preocupantes, com quatro barragens agora em estado de emergência, anunciou o governo estadual nesta sexta-feira (3). A atualização do status ocorreu no início da tarde, enquanto os esforços de resgate e evacuação continuam em meio aos estragos causados pelos temporais.

De acordo com os relatórios mais recentes da Defesa Civil, os números da tragédia são alarmantes. Até o momento, 37 vidas foram perdidas, enquanto 74 pessoas estão feridas e outras 74 permanecem desaparecidas. O impacto atinge diretamente 31,5 mil pessoas, das quais 7.949 encontram-se em abrigos, enquanto 23.598 foram deslocadas para residências de familiares ou amigos. As adversidades atingiram 235 municípios, afetando um total de 351,6 mil indivíduos.

As quatro barragens em estado crítico, identificadas como Cotiporã, Bento Gonçalves, Canela e São Martinho da Serra, estão sob iminente ameaça de ruptura. O governo estadual emitiu decretos de emergência exigindo medidas imediatas para salvaguardar vidas. A situação se tornou ainda mais tensa após o rompimento parcial da barragem 14 de Julho na quinta-feira (2), levando à evacuação de comunidades em sete cidades.

Publicidade

Em Bento Gonçalves, a barragem do Arroio Barracão enfrentou erosão na margem direita, resultando na evacuação de 50 famílias da região. Em São Martinho da Serra, a barragem Saturnino de Brito também exigiu a retirada da população em risco.

Além dessas, autoridades monitoram com atenção outras barragens, como Santa Lúcia em Putinga, São Miguel do Buriti em Bento Gonçalves, Nova de Espólio de Aldo Malta Dihl em Glorinha e Belo Monte em Eldorado do Sul. Essas estruturas, embora não estejam em estado crítico, estão sujeitas a anomalias que exigem vigilância e possíveis reparos no futuro próximo.

Diante da urgência da situação, o estado mobilizou recursos e equipes para garantir a segurança das áreas afetadas, enquanto a população permanece em alerta máximo diante da imprevisibilidade dos eventos climáticos.

Situação das barragens no RS:

BarragemSituação
14 de Julho (Cotiporã/Bento Gonçalves)Emergência
Bugres (Canela)Emergência
Arroio Barracão (Bento Gonçalves)Emergência
Saturnino de Brito (São Martinho da Serra)Emergência
Dona Francisca (Uruguaiana)Alerta
Samuara (Caxias do Sul)Alerta
Dal Bó (Caxias do Sul)Alerta
Capané (Cachoeira do Sul)Alerta
Canastra (Canela)Atenção
Guarita (Erval Seco)Atenção
Herval (Santa Maria do Herval)Atenção
Passo do Inferno (São Francisco de Paula)Atenção
Jacuí (Jalto do Jacuí)Atenção

Fonte: Sema/RS

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui