Enchentes históricas atingem Porto Alegre

169
Rodoviária de Porto Alegre alagada (Foto: Reprodução/RBS TV)
Publicidade

A cidade de Porto Alegre enfrenta uma das piores enchentes de sua história, com o nível do Guaíba atingindo 4,5 metros na manhã desta sexta-feira (3), após os temporais que assolaram o Rio Grande do Sul na última semana. Essa marca é a mais alta desde a enchente histórica de 1941, quando o nível alcançou 4,76 metros. A cota de inundação na região do Cais Mauá é de 3 metros.

Os efeitos do mau tempo já resultaram em trinta e duas mortes, com 74 pessoas ainda desaparecidas e 56 feridas. Um total de 24,2 mil pessoas estão desalojadas, sendo 7.165 em abrigos e 17.087 na casa de familiares ou amigos. Cerca de 235 municípios do estado enfrentaram problemas, afetando 351,6 mil pessoas.

As águas do Guaíba continuam avançando e já causam alagamentos em várias vias, incluindo trechos da Orla na Zona Sul, bem como as avenidas Mauá e Conceição, principais acessos à capital.

Publicidade

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) alertou para que as pessoas evitem deslocamentos desnecessários para Porto Alegre.

A Rodoviária de Porto Alegre está alagada, levando ao cancelamento de 95% das viagens. No entanto, a gerência de operações garante que os bilhetes já comprados permanecerão válidos, assegurando que os passageiros não terão prejuízos.

Em uma medida de precaução, o Internacional anunciou o fechamento do Centro de Treinamento Parque Gigante, localizado às margens do Guaíba, visando garantir a segurança de seus atletas e funcionários.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui