Agosto têm redução de 50% em vítimas fatais no trânsito

102
Redução no trânsito
Foto: Divulgação
Publicidade

Mesmo com um aumento de 4% na acidentalidade na comparação com o mês de julho, 1.131 a 1.085, agosto encerrou com uma redução de 50% em vítimas fatais (quatro a oito) no trânsito da capital gaúcha.

Houve também uma diminuição de pessoas feridas, 421 a 497 (-15%). Todas as quatro mortes do mês passado envolveram motociclistas. Os números foram divulgados nesta segunda-feira, dia 9 de setembro, pela Coordenação de Indicadores e Engenharia de Tráfego da Empresa Pública de Transporte e Circulação, em levantamento da Equipe de Armazém de Dados da Mobilidade.

Na relação entre os oito primeiros meses de 2019 e o mesmo período de 2018, os números de vítimas fatais estão maiores em 6% (53 a 50), mais 5% em acidentes (8.322 a 7.864), e mais 4% em pessoas feridas (3.446 a 3.300).

Publicidade

Das 53 mortes em 2019, 23 envolveram motos (43%), sendo 21 condutores e dois caronas; e igualmente 23 (43%) foi o número de pedestres que morreram atropelados, sendo 15 idosos.

O diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação, Fábio Berwanger Juliano, avalia o quadro da acidentalidade no trânsito da capital gaúcha: “Março, com oito vítimas fatais, e maio, com dez casos, foram os meses mais violentos no nosso trânsito em 2019, em vítimas fatais. Houve uma redução em agosto. Mesmo assim, vamos continuar trabalhando forte em fiscalização e educação, além de medidas em engenharia de tráfego, com foco na conscientização para um trânsito com menos conflitos, principalmente envolvendo os segmentos das motos e os atropelamentos de pedestres, entre eles, os idosos”, destaca.

De acordo com o diretor-presidente, a expectativa é encerrar o ano com menos vítimas fatais na comparação com 2018, de acordo com as metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui