Agosto têm redução de 50% em vítimas fatais no trânsito

Mesmo com um aumento de 4% na acidentalidade na comparação com o mês de julho, 1.131 a 1.085, agosto encerrou com uma redução de 50% em vítimas fatais (quatro a oito) no trânsito da capital gaúcha.

Houve também uma diminuição de pessoas feridas, 421 a 497 (-15%). Todas as quatro mortes do mês passado envolveram motociclistas. Os números foram divulgados nesta segunda-feira, dia 9 de setembro, pela Coordenação de Indicadores e Engenharia de Tráfego da Empresa Pública de Transporte e Circulação, em levantamento da Equipe de Armazém de Dados da Mobilidade.

Na relação entre os oito primeiros meses de 2019 e o mesmo período de 2018, os números de vítimas fatais estão maiores em 6% (53 a 50), mais 5% em acidentes (8.322 a 7.864), e mais 4% em pessoas feridas (3.446 a 3.300).

Das 53 mortes em 2019, 23 envolveram motos (43%), sendo 21 condutores e dois caronas; e igualmente 23 (43%) foi o número de pedestres que morreram atropelados, sendo 15 idosos.

O diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação, Fábio Berwanger Juliano, avalia o quadro da acidentalidade no trânsito da capital gaúcha: “Março, com oito vítimas fatais, e maio, com dez casos, foram os meses mais violentos no nosso trânsito em 2019, em vítimas fatais. Houve uma redução em agosto. Mesmo assim, vamos continuar trabalhando forte em fiscalização e educação, além de medidas em engenharia de tráfego, com foco na conscientização para um trânsito com menos conflitos, principalmente envolvendo os segmentos das motos e os atropelamentos de pedestres, entre eles, os idosos”, destaca.

De acordo com o diretor-presidente, a expectativa é encerrar o ano com menos vítimas fatais na comparação com 2018, de acordo com as metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas.

Mobilidade Porto Alegre

A redação do Mobilidade Porto Alegre é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Porto Alegre e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@grupopln.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.