Vai de Bus: passageiros terão direito a passagem de ônibus com redução de 50% em horários entre picos

385
Sogal
Foto: Tony Capellão/Prefeitura de Canoas
Publicidade

A partir desta terça-feira (3/10), Canoas terá redução de 50% no valor da passagem de ônibus nos horários das 9h às 11h e das 14h às 16h. A medida, válida de segunda a sexta-feira, faz parte do programa Vai de Bus, lançado pela Prefeitura de Canoas. A lei que cria o benefício foi sancionada pelo prefeito Jairo Jorge na noite desta segunda-feira (2/10), no Paço Municipal. Outra importante novidade para os usuários do transporte público da cidade é a manutenção da tarifa em R$ 4,80.

A redução no valor da passagem pelo Vai de Bus será válida para usuários que efetuarem pagamento através do sistema de bilhetagem eletrônica, com o cartão TEU, na modalidade antecipada. A medida busca incentivar o uso do transporte público nos horários considerados entre picos.

“É mais barato, às vezes, você ir de aplicativo do que pagar a tarifa, especialmente quando você compartilha a viagem com duas ou três pessoas. Então, por isso, a meia passagem vai beneficiar as famílias. O usuário vai pagar metade da tarifa nesse período entre 9h e 11h e 14h e 16h. É uma primeira experiência que nós estamos fazendo. Queremos estimular o cidadão a usar o ônibus e otimizar mais o nosso transporte público”, destacou o prefeito. A proposta do Executivo possui validade de três meses, com a possibilidade de ser prorrogada pelo mesmo período.

Publicidade

Sem aumento na passagem

Outra lei sancionada pelo prefeito trata da manutenção da tarifa de ônibus em R$ 4,80, sem repasse de reajuste aos passageiros. Com isso, o Município assume o pagamento do subsídio de R$ 0,15 à concessionária prestadora do serviço, a fim de garantir a modicidade tarifária aos cidadãos e a generalidade do transporte.

Gratuidade

O prefeito também sancionou a lei que assegura a manutenção da gratuidade do serviço a pessoas que tenham entre 60 e 65 anos, pessoas com deficiência e quem vive com infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Aos maiores de 65 anos, fica garantida a isenção nos coletivos públicos, por meio do Estatuto do Idoso.

Institui também a integração tarifária total entre as linhas do transporte coletivo. A segunda passagem gratuita, no intervalo de 90 minutos, seguirá em vigor para estudantes e para bilhete antecipado, sendo que o vale-transporte passará a integrar 50% do valor da tarifa.

Sobre a frota

Fica prorrogado, em caráter transitório, a vida útil da frota em operação, de 15 para 20 anos, além de ficar permitido que a concessionária alugue ônibus para complementar ou substituir a frota atual. O motivo dessa medida é a crise no transporte público coletivo, que dificulta a compra de novos veículos pela empresa prestadora de serviços, especialmente no período próximo ao término da concessão no município.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui