Tendência positiva: redução de vítimas fatais no trânsito de Porto Alegre e iniciativas de segurança viária

202
Foto: Alex Rocha/PMPA
Publicidade

No mês de junho, o balanço da acidentalidade no trânsito de Porto Alegre registrou duas vítimas fatais, representando uma queda em relação ao mesmo período de 2022, quando houve sete mortes.

A Zona Leste foi a região com o maior percentual de ocorrências, com 32%, seguida pela Zona Norte com 30%, Zona Sul com 23% e Zona Central com o menor percentual, 15%.

A Secretaria de Mobilidade Urbana, através da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), destaca a preocupação com os motociclistas, que são responsáveis por quase metade dos acidentes fatais.

Publicidade

A faixa etária mais atingida pelos acidentes foi de pessoas com 60 anos ou mais, seguida pelas idades de 26 a 35 anos.

A maioria das vítimas (76%) é do sexo masculino.

A cidade faz parte do programa Vida no Trânsito (PVT), coordenado pelo Ministério da Saúde desde 2012, e realiza análises para identificar os fatores de risco que levaram aos acidentes fatais, visando a prevenção de novas ocorrências.

A Prefeitura lançou o Plano de Segurança Viária em 2022, estabelecendo metas para reduzir a acidentalidade no trânsito, alinhado com os objetivos da agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui