Suspensão da Trensurb: passageiros relatam atrasos e superlotação nos ônibus

A suspensão da operação da Trensurb em algumas estações de Porto Alegre, em função das enchentes em maio, tem causado grandes transtornos aos passageiros da Região Metropolitana.

O tempo de deslocamento aumentou significativamente, obrigando os usuários a utilizar ônibus para completar parte do trajeto. O levantamento foi feito pelo portal “GZH“.

Alexandre Araújo, morador de Sapucaia do Sul, relata que sua viagem diária, antes de uma hora, agora pode levar até cinco horas.

Os passageiros precisam fazer baldeação na Estação Mathias Velho, em Canoas, utilizando os ônibus da empresa Transcal, o que gera longas filas e coletivos lotados.

Apesar de melhorias recentes na operação, muitos ainda enfrentam atrasos e desconforto.

A Metroplan, responsável pela coordenação dos transportes, prevê um aumento na demanda e trabalha para ampliar a frota de ônibus, embora não consiga equiparar a agilidade do serviço do trem.

Deixe um comentário