Sondagens de solo para projeto das pontes sobre o rio dos Sinos são iniciadas

213
Pontes Rio dos Sinos
Foto: Divulgação/DNIT
Publicidade

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes deu mais um passo para a construção das novas pontes sobre o rio dos Sinos na BR-116, em São Leopoldo.

Na última segunda-feira, dia 21 de setembro de 2020, teve início a bateria de sondagens de solo para a conclusão do projeto de engenharia das travessias. As intervenções integram o lote 1 das obras de melhoramentos físicos e de segurança de tráfego da rodovia.

O projeto deste lote 1 prevê uma reformulação significativa em um segmento de 38,5 quilômetros, entre Novo Hamburgo e Porto Alegre, em uma das mais importantes rodovias do Estado do Rio Grande do Sul.

Publicidade

O trecho, localizado entre o quilômetro 240 e o quilômetro 246, foi escolhido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes para ser o primeiro a receber as melhorias por ser o principal gargalo no tráfego da rodovia. Neste segmento, transitam em média 140 mil veículos por dia, ocasionando lentidão e engarrafamentos nos horários de pico do trânsito.

Atualmente, as equipes contratadas para executar os projetos básico e executivo, como também as obras, estão realizando a sondagem do solo. Serão feitos 18 furos de sondagens para confirmar a geotécnica do substrato onde as novas estruturas ficarão apoiadas.

Com os dados, será possível definir o tipo de fundação (estacas ou tubulão) que irá sustentar as novas pontes (quilômetro 245), o viaduto da várzea do rio dos Sinos (quilômetro 246) e o viaduto de acesso ao bairro Scharlau (quilômetro 240). Este trabalho deve ser concluído em 20 dias. Após implantados (viadutos e pontes), o número de faixas de rodagem neste ponto da rodovia irá dobrar, passando de duas para quatro, em cada sentido.

Para garantir maior fluidez ao tráfego em São Leopoldo, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes também irá implantar em outros pontos da BR-116 uma terceira faixa, em ambos os sentidos. Para tal, o canteiro central que existe hoje na rodovia será substituído por muretas de proteção (barreira New Jersey), abrindo espaço para mais uma faixa em cada sentido da rodovia.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui