Ações lançadas pela EGR reduzem em 80% o número de mortes na RS-239

349
Imagem Estradas
Imagem ilustrativa (Foto de Avtodor Russian Highways por Unsplash)
Publicidade

A RS-239, uma das principais estradas do Vale dos Sinos, registrou um dado expressivo em relação à queda dos acidentes com morte. Nestes primeiros meses de 2022, houve redução de 80% nos óbitos ocorridos na rodovia no comparativo com o mesmo período de 2021.

Lançada pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) no ano passado, a campanha de prevenção de acidentes na RS-239 tem por objetivo integrar a sociedade e o poder público na busca de alternativas concretas para estancar as fatalidades nos segmentos da via.

A partir da frase “Com a sua colaboração, todo mundo chega bem em casa”, a estatal divulgou, nos últimos três meses, peças publicitárias, spots de rádio, anúncios em jornais, outdoors, flyers e outros meios de divulgação para reforçar a necessidade de serem evitados comportamentos imprudentes no trânsito, como o não uso do cinto de segurança, a embriaguez ao volante e o desrespeito aos limites de velocidade. A busca pela conscientização junto à população é permanente e se dá por meio de dois pontos de vista: do motorista e do pedestre.

Publicidade
EGR Campanha
Imagem: Divulgação/EGR

De acordo com o diretor-presidente da EGR, Luiz Fernando Záchia, a campanha é contínua e a estatal seguirá executando serviços de manutenção na estrada, mas o engajamento de todos é fundamental para a redução de acidentes. “Estamos mobilizados para que possamos conscientizar as pessoas e preservar vidas. Desde o início de 2020, já aplicamos mais de R$ 25 milhões em melhorias na infraestrutura do trecho rodoviário. Além disso, dialogamos constantemente com as lideranças locais, sempre em busca de medidas eficazes para qualificar a pista e as sinalizações. Isso representa a importância da união entre a sociedade e os órgãos públicos”, frisou o dirigente.

A RS-239 cruza Novo Hamburgo até o município de Riozinho, passando por grandes centros urbanos como Campo Bom, Sapiranga e Araricá ao longo de sua extensão. A EGR seguirá atuando juntamente com o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) para minimizar atitudes de risco, como excesso de velocidade e travessia em condições perigosas na rodovia.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui