Prefeitura de Lajeado apresenta novos ônibus para o transporte coletivo da cidade

65
Lajeado Novos
Foto: Pietra Darde
Publicidade

A Prefeitura de Lajeado apresentou, nesta quarta-feira, dia 20 de maio de 2020, os novos ônibus que integrarão a frota destinada a realizar o transporte coletivo da cidade. Os quatro veículos da empresa Expresso Azul, vencedora da licitação, começam a circular no dia 22 de junho, e o valor da passagem será reduzido dos atuais R$ 4,15 para R$ 3,93.

Entre as características visuais dos veículos, destaca-se a cor branca sólida, com uma faixa azul celeste nas laterais, onde constará o brasão da cidade e os dizeres “Cidade de Lajeado”. A nova identidade visual é obrigatória nos carros novos, e a empresa tem até o final do ano para adotar o novo visual em toda a frota que estará em operação.

“Estamos muito felizes de apresentar esta grande melhoria para a nossa comunidade. Acreditamos que será um salto de qualidade no transporte público municipal, com uma frota mais nova, mais confortável e, o mais importante de tudo, com uma passagem mais barata. Também ficamos satisfeitos por conseguir, depois de décadas, concluir esta licitação e ter um contrato, o que nos permitirá ter garantias e exigências em relação à concessionária do serviço”, explicou o prefeito Marcelo Caumo.

Publicidade

Segundo o diretor da empresa Expresso Azul, Pedro Guarnieri, a frota que passará a realizar o transporte coletivo de passageiros em Lajeado será composta por 34 ônibus da empresa. Destes, 9 ônibus serão novos, o que contribuiu para a média de idade dos veículos ser de 5 anos e 11 meses, enquanto o contrato exigia uma frota com no máximo 8 anos de idade média.

Lajeado Mobilidade
Foto: Rafael Scheeren Grün
Lajeado Ônibus
Foto: Pietra Darde

Ou seja, a empresa está disponibilizando uma frota mais nova do que a exigida em contrato. Além disso, todos veículos têm acessibilidade, conforme o ano de fabricação, sendo que 24 têm elevador (maior que a exigência mínima que era de 30% da frota).

Outra melhoria significativa é que 14 ônibus possuem ar-condicionado (sendo que a exigência mínima era de 15% da frota). Na medida em que os veículos vão sendo trocados, durante a vigência do contrato, devem ser substituídos por veículos com acessibilidade e com ar-condicionado.

A partir do dia 22 de junho, a empresa começa a operar nas mesmas linhas e horários que anteriormente eram realizados pelas antigas empresas. A maior mudança é uma linha especial circular que vai ligar a UPA ao Centro, que não existia até agora.

Ao longo do primeiro ano, a administração fará pesquisas nestes itinerários para qualificação e ajustes de rotas e horários. Mais à frente, haverá a implantação da tecnologia de bilhetagem eletrônica, com validadores nos veículos e demais equipamentos de apoio, visando permitir o pagamento da tarifa e o controle de acesso do passageiro por meio de cartão inteligente dos passageiros.

Lajeado Coletivo
Foto: Rafael Scheeren Grün
Lajeado Catraca
Foto: Rafael Scheeren Grün
Horários durante a pandemia

Quanto aos horários da nova empresa em razão da pandemia do coronavírus, até 22 de junho será avaliado e comunicado à comunidade como será a operação enquanto houver restrições e dependendo da bandeira da região de Lajeado segundo o Modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Vale-transporte

O processo de validação dos antigos vales-transporte e a substituição por novos será definida nos próximos dias e informado à comunidade. Importante ressaltar que haverá um prazo para a troca dos antigos pelos novos para que os usuários não sejam prejudicados no período de transição entre as empresas.

Saiba mais

A empresa Expresso Azul terá a concessão do serviço de transporte coletivo de Lajeado pelo período de dez anos, podendo ter o contrato renovado por mais 10 anos.

Até hoje, nunca tinha havido licitação para o transporte coletivo em Lajeado. O transporte público vinha sendo operado por meio de contratos emergenciais.

As tentativas anteriores de processo licitatório não foram concluídas: um edital lançado de 2007 e outro em 2013 foram questionados na Justiça e acabaram anulados.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui