Porto Alegre receberá ônibus elétrico da China para testes a partir de junho

170
ônibus elétrico
Foto: Divulgação/EPTC/PMPA
Publicidade

O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Adão de Castro Júnior, esteve nesta quinta-feira, 11 de abril, em São Paulo, na sede da Ankai para realizar uma vistoria no ônibus elétrico que será colocado pela empresa para teste em Porto Alegre a partir de junho. O veículo da empresa chinesa, assim como os outros dois que estiveram em circulação na capital gaúcha, atenderá por 60 dias os usuários da linha 520.3 Triângulo/24 de Outubro/Auxiliadora. 

“Recebemos da Ankai o pedido de participar do chamamento público que abrimos em julho do ano passado e resolvemos vir até a fábrica para conhecer os detalhes do veículo. Estamos com 12 veículos de duas marcas ingressando na frota e seguimos abertos para receber em Porto Alegre outros fabricantes que queiram trazer os seus veículos para teste”, destaca Castro Júnior, que esteve na visita acompanhado pela diretora geral da Secretaria de Mobilidade Urbana, Maria Cristina Molina Ladeira. 

O veículo tem capacidade para 70 passageiros e uma autonomia de 250 km/h. A estrutura é de aço com manganês, o que o torna mais leve e resistente. Tem alta eficiência energética, resultando em custos operacionais mais baixos a longo prazo, além de zero emissão de gases poluentes. 

Publicidade

Ônibus elétricos

Porto Alegre irá receber 12 ônibus elétricos que ingressarão neste primeiro semestre na frota. Oito foram adquiridos da Marcopolo pelas empresas VTC e Nortran e quatro são da marca Caio/Eletra e foram adquiridos pela empresa Sudeste. Junto com a tecnologia para carregá-los que será colocada nas garagens, os coletivos têm um custo total de R$ 38 milhões. A compra é subsidiada pela Prefeitura.

Os ônibus elétricos vão circular em duas linhas escolhidas para priorizar rotas entre 180 km a 230 km de percurso diário por veículo e garantir a utilização total da bateria, além de reduzir a taxa de substituição com baterias de maior capacidade. São as linhas 178.1 Praia de Belas elétrica, que vai do Terminal Azenha ao terminal Centro, na avenida Borges de Medeiros, e a Integradora, que será criada entre o Terminal Azenha até o Terminal Borges de Medeiros. A redução de emissão de gases poluentes é estimada em 1.000 toneladas/ano.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui