Porto Alegre fecha outubro com o menor número de roubos de veículos dos últimos 13 anos

197
trânsito carros
Foto de Life of Pix via Pexels.com
Publicidade

Com reforço das ações policiais, Porto Alegre fechou o mês de outubro com o menor número de roubos de veículos para qualquer mês dos últimos 13 anos. Ao todo, foram registrados 86 casos na capital, o que representa uma queda de 42,5% em relação a outubro de 2022, quando foram computadas 150 ocorrências.

Esta é a segunda vez no ano que o indicador tem queda histórica. Com 100 casos, julho de 2023 era, até então, o menor número da série histórica, iniciada em 2010. Os números foram compilados na segunda-feira (06/11) pelo Comando de Policiamento da Capital (CPC), da Brigada Militar, em conjunto com a Secretaria da Segurança Pública (SSP).

O menor número de roubos de veículos da história de Porto Alegre foi alcançado por meio das políticas estratégicas adotadas pela SSP, que vêm, mês a mês, reduzindo esse indicador no estado, com ações efetivas da Brigada Militar e da Polícia Civil.

Publicidade

“Atingir um resultado tão significativo em Porto Alegre, que concentra a maior circulação de veículos, mostra que estamos no caminho certo no combate à criminalidade. Por meio das políticas transversais do RS Seguro também ampliamos as ações integradas de inteligência, aumentando a pressão operacional em pontos específicos da capital, para fortalecer ainda mais a segurança na ponta para o cidadão”, destaca o secretário da Segurança Pública, Sandro Caron.

Segundo o comandante do CPC, coronel Luciano Moritz, a redução histórica é fruto do trabalho conjunto das forças de segurança e do comprometimento do efetivo policial. “O Comando de Policiamento da Capital conta com um grupo especializado, que trabalha 24 horas atacando todos os elos, que envolvem desde o furto e o roubo até a receptação de veículos. Por meio do serviço de inteligência, áreas foram mapeadas, e grupos criminosos, identificados, resultando em prisões e apreensões de veículos”, pontua Moritz.

Ações estratégicas

Além do reforço no policiamento ostensivo, a execução permanente da Operação Desmanche, força-tarefa coordenada pela SSP com as suas instituições vinculadas (Brigada Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias e Departamento Estadual de Trânsito – Detran), também vem auxiliando na diminuição dos roubos de veículos. Criada em 2016, a ofensiva tem como foco combater os crimes de furto, roubo e receptação de veículos e peças automotores em ferros-velhos e desmanches do estado. A integração entre Estado e Município, que segue atingindo bons resultados via cercamento eletrônico, também é um dos fatores para essa queda dos indicadores.

Reciclagem

Outra inovação que ajuda a reforçar o combate ao comércio ilegal de peças é a reciclagem veicular. Realizada regularmente pelo DetranRS desde 2009 para os veículos abandonados em seu depósito, a reciclagem também foi adotada no âmbito da Operação Desmanche. Toda a sucata apreendida nos desmanches ilegais é descaracterizada por meio de compactação e encaminhada para reciclagem na Gerdau, o que impede que as peças sem origem retornem ao mercado ilegal. Até hoje, foram recicladas mais de 8 mil toneladas das sucatas apreendidas pelas operações da força-tarefa.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui