Funcionários da Sogal paralisam atividades por cerca de duas horas em Canoas

219
Sogal em Canoas
Foto: Lucas Rosa/Ônibus Brasil
Publicidade

No final da tarde desta segunda-feira, dia 11 de maio de 2020, os passageiros do transporte coletivo de Canoas foram pegos de surpresa com uma paralisação dos funcionários da empresa Sogal.

Por aproximadamente duas horas (entre 17h e 19h), os trabalhadores paralisaram as atividades e protestavam pela suspensão do plano de saúde.

Segundo o Correio do Povo, o benefício está cortado desde o dia 8 de maio. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Canoas (Sitrocan) disse que a Sogal está com pouco dinheiro em caixa e no momento não consegue pagar o plano de saúde dos funcionários, o valor da dívida chega a R$ 1,7 milhão.

Publicidade

Por volta das 17h50, a reportagem da rádio Gaúcha esteve em Canoas e registrou (veja foto abaixo) um ponto de ônibus na Avenida Victor Barreto, no Centro de Canoas, lotado de passageiros e com filas.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Canoas (Sitrocan), Marcelo Nunes, disse ao Diário de Canoas que não haverá novas paralisações dos funcionários da Sogal pelo menos até quinta-feira, dia 16 de maio.

Marcelo Nunes disse que na próxima quinta-feira, o impasse sobre o plano de saúde dos funcionários deve acabar, quando vai acontecer uma audiência (por videoconferência) coordenada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região para decidir a questão.

“Será quando tudo vai ser decidido. Dependendo o que acontecer, então, sim, os trabalhadores podem voltar a paralisar as atividades na cidade”, explicou o presidente.

O Mobilidade Porto Alegre irá acompanhar o desfecho desta audiência na quinta-feira e as informações serão atualizadas em nosso site.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui