Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, da Trensurb, completa 14 anos

Com sua unidade original inaugurada na Estação Mercado em 15 de dezembro de 2008, biblioteca da Trensurb oferece empréstimo gratuito de livros; Em março de 2019, unidade adicional foi criada na Estação Novo Hamburgo

601
Livros Trensurb
Foto: Eliza Gomes/Trensurb
Publicidade

Nesta quinta-feira (15), o Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos (EMLsT), a biblioteca da Trensurb, completa 14 anos de atividades. O Espaço foi inaugurado em 2008, na plataforma de embarque da Estação Mercado do metrô. Em março de 2019, foi criada uma unidade adicional no saguão da Estação Novo Hamburgo. Ambas as unidades oferecem serviço gratuito de empréstimo de livros. O acervo, ampliado somente por meio de doações, conta com 10,4 mil exemplares, disponíveis para os 7,9 mil sócios. Ao longo deste ano, já foram mais de 2,2 mil empréstimos de livros. Desde a inauguração, somam-se mais de 79 mil empréstimos.

“Completar 14 anos de atividades é uma ocasião muito especial”, afirma Leonardo Marion, titular da Gerência de Comunicação Integrada da Trensurb – área da empresa responsável pela gestão da biblioteca. “São 14 anos promovendo o incentivo à leitura e o acesso gratuito a um acervo de qualidade, além das demais atividades que o Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos proporciona aos usuários da Trensurb, como exposições, apresentações artísticas e oficinas”, declara o gerente. Ele completa afirmando que “é momento também para agradecer a todas as pessoas associadas e aos amigos da biblioteca, que contribuem com doações para ampliar nosso acervo”.

Para retirar livros gratuitamente no EMLsT, basta associar-se, indo até uma das unidades e apresentando documento de identidade, CPF e comprovante de endereço. O horário de funcionamento da unidade Mercado é das 12h às 18h, nos dias úteis. A unidade Novo Hamburgo abre também nos dias úteis, das 14h às 18h.

Publicidade

O Espaço realiza ainda outras atividades culturais e de incentivo à leitura, como o projeto Livros Livres, que promove compartilhamento de exemplares no interior de trens e teve ações alusivas ao Dia do Leitor, em janeiro, ao aniversário da unidade Novo Hamburgo do EMLsT, em março, ao Dia das Crianças, em outubro, e ao Dia Nacional da Língua Portuguesa, em novembro. No total, mais de mil livros foram compartilhados com os usuários do metrô nessas ações.

Durante a pandemia, foram intensificadas as atividades nos meios digitais, entre elas a Coletânea dos Artistas Gaúchos, que divulga regularmente, nas redes sociais e nos monitores de trens e estações, obras de artistas visuais do estado. A Coletânea busca dar visibilidade ao trabalho desses artistas para um público que não tem o hábito de frequentar os espaços tradicionais de exposição de arte. Já o projeto Poemas, Trilhos e Trens procura levar mais arte ao público usuário do metrô – e seguidores das redes sociais da Trensurb e da biblioteca – com a apresentação de poesias – ou seus fragmentos – que falam sobre o meio de transporte ferroviário junto de fotografias de trens e estações da Trensurb. As publicações do projeto são realizadas também no Canal Você e nos perfis do EMLsT e da empresa metroviária nas mídias sociais.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui