EPTC recebe grupo de motociclistas para diálogo sobre as demandas da categoria

463
Motocicletas Porto
Ação busca reduzir acidentalidade com motocicletas (Foto: Brayan Martins/Prefeitura de Porto Alegre)
Publicidade

No fim da tarde desta segunda-feira, 17 de outubro de 2022, o diretor-presidente da EPTC, Paulo Ramires, e o diretor de Operações, Cirilo Fae, receberam representantes da categoria de motofretistas para ampliar o diálogo e escutar as demandas da categoria. Uma manifestação foi organizada em razão de denúncia sobre suposta agressão de um agente da EPTC durante blitz realizada na quinta-feira, 13 de outubro.

A EPTC destaca que não concorda com nenhuma atitude violenta, que a denúncia está em análise na empresa e também existe uma investigação conduzida pela Polícia Civil. Ficou acordado que serão ampliadas ainda mais as ações de educação para o trânsito. Em contrapartida, a categoria se comprometeu a organizar formalmente a demanda e trabalhar em conjunto com a EPTC em campanhas para reduzir o número de acidentes com motos.

A EPTC acompanha constantemente os índices de acidentalidade – que são um dos principais indicadores que norteiam ações de educação, infraestrutura e fiscalização. Em setembro, houve seis mortes em acidentes de trânsito, duas a menos que no mesmo período de 2021. De janeiro até setembro, são 54 vidas perdidas no trânsito, uma a mais que em 2021. Das 54 pessoas que perderam a vida neste ano, 29 eram motociclistas (53%), 12 eram pedestres (22%) e dois eram ciclistas (3%). Das 54 vítimas fatais em acidentes, em 34 óbitos (62%) houve envolvimento de motocicletas na ocorrência. Dos motociclistas que perderam a vida, 29 eram condutores, 14 deles não habilitados (48%) e cinco eram pedestres – vítimas de atropelamento por moto.

Publicidade
Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui