Troco solidário: Trensurb e Frec realizam campanha de arrecadação de recursos

Ação irá beneficiar organização que atua em prol de pessoas com deficiência visual e também contribuir para facilitar o troco nas bilheterias do metrô

353
Moedas Troco
Imagem de PublicDomainPictures por Pixabay
Publicidade

Nesta terça-feira, dia 13 de abril de 2021, a Trensurb e a Federação Rio-grandense de Entidades de e para Cegos (Frec) dão início à campanha Troco Solidário. A iniciativa conjunta busca arrecadar fundos para a organização ao mesmo tempo em que contribui para facilitar o troco nas bilheterias do metrô.

Uma caixa para arrecadação de moedas foi instalada ao lado das bilheterias da Estação Mercado na tarde de hoje. A proposta é que os usuários doem moedas que irão ajudar a financiar ações em prol da independência e autonomia das pessoas com deficiência visual, promovidas pela Frec.

No momento do recolhimento dos valores por parte da Federação, as moedas serão trocadas por notas da bilheteria da Trensurb, auxiliando na disponibilidade de troco das bilheterias do metrô.

Publicidade
Troco Solidário
Foto: Divulgação/Trensurb

“Desde a primeira conversa que tivemos com a Federação, vimos que havia necessidade de buscarmos um modo para que as pessoas pudessem colaborar”, afirma o diretor-presidente da Trensurb, Pedro Bisch Neto. “Esperamos que essa iniciativa se multiplique e gere bons frutos”, conclui.

Conforme o diretor de Operações da empresa metroviária, Luís Eduardo Fidell, “a ideia foi desenvolver um trabalho em conjunto com a entidade, aproveitando o grande fluxo de pessoas que utilizam o trem, criando uma ligação entre a Frec, a Trensurb e a comunidade”. Além disso, segundo ele, “haja vista as dificuldades de se obter moedas atualmente, essa iniciativa auxiliará no fluxo de trabalho das estações, agilizando o tempo de atendimento e diminuindo a espera do usuário”.

A Frec é uma organização não-governamental que visa articular, junto a entidades filiadas – atualmente são 21 por todo o estado -, ações em prol das pessoas com deficiência visual, promovendo e defendendo seus direitos coletivos e individuais, atuando na promoção de sua autonomia, fomentando atividades paradesportivas e buscando sua inclusão no mercado de trabalho.

Segundo tesoureiro da Federação, Alesandro Moraes afirma: “A Frec não recebe recursos oriundos do poder público, portanto buscamos parcerias que possam colaborar com a causa da pessoa com deficiência visual no estado. Um exemplo de parceria é a que estamos fechando com a Trensurb, através de seu diretor-presidente Pedro Bisch, que aceitou esse desafio. Por isso, cada um dando a sua contribuição, poderemos alcançar nossos objetivos”.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui