Assinatura de ato marca início das obras de duplicação da BR-386

Avaliação de serviço mostra acerto do modelo de concessão no Rio Grande do Sul, afirma ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas

528
BR-386 Lajeado
Trecho da BR-386, em Lajeado (Foto: Reprodução/Google Street View)
Publicidade

A boa avaliação do concessionário da BR-386 no Rio Grande do Sul mostra o acerto na modelagem no programa de concessões do Governo Federal, afirmou nesta segunda-feira, dia 17 de maio de 2021, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ao participar de ato de assinatura para marcar o início das obras de duplicação da rodovia. O primeiro trecho da duplicação tem cerca de 20 quilômetros e fica entre as cidades de Marques de Souza e Lajeado.

Estão previstos investimentos de R$ 250 milhões neste trecho, que vai do quilômetro 325,5, até o quilômetro 345,8 da BR-386. “Nós assinamos o contrato da rodovia em janeiro de 2019 e já nesse início a concessionária foi muito bem avaliada. Isso mostra o acerto das modelagens do nosso programa de concessões, com o contrato sendo seguido à risca. O caminho da concessão é o caminho que nós vamos seguir”, afirmou Tarcísio.

Na semana passada, a concessionária CCR ViaSul foi comunicada sobre a emissão da licença ambiental. Porém, aguardava o recebimento do documento de forma oficial, com as diretrizes para execução das obras na rodovia, estabelecidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Publicidade

Além da duplicação dos 20,3 quilômetros, ainda serão feitos pela concessionária 13 quilômetros de vias marginais, dois retornos em nível, seis adequações de acesso, quatro passarelas de pedestres, seis novas pontes, seis alargamentos de pontes existentes, duas passagens inferiores e duas superiores.

PRAZOS

Até o 15 de fevereiro de 2022, a CCR ViaSul irá duplicar os primeiros 50% dos 20,3 quilômetros deste primeiro trecho, enquanto o prazo para entregar a obra completa é 15 de fevereiro de 2023. Ao mesmo tempo, serão implantados também diversos dispositivos de segurança, como 50 quilômetros de defensa metálica, nove quilômetros de barreiras e 170 terminais atenuadores de impacto, bem como iluminação das passarelas de pedestres, pontos de ônibus e nas vias marginais.

De acordo com o diretor-presidente da CCR ViaSul, Fausto Camilotti, as obras representam um marco para os municípios e para as pessoas que usam a rodovia diariamente, pois irão garantir maior segurança dos trechos e o atendimento no Serviço de Atendimento ao Usuário. “Além disso, certamente beneficiará o escoamento de toda produção do país, principalmente a de grãos, onde cerca de 40% de toda produção estadual utiliza a BR-386, conhecida como rota da produção, para o escoamento dessas cargas”, completou Camilotti.

Em 10 anos, a CCR ViaSul irá duplicar mais de 165 quilômetros da BR-386 entre Carazinho e Lajeado, beneficiando 22 municípios ao longo do trecho de concessão. Ao todo, na BR-386 no trecho entre Canoas e Carazinho, serão duplicados 225,2 quilômetros da rodovia, com 10,2 quilômetros de construção de faixas adicionais e 75,5 quilômetros de novas vias marginais. Ainda, serão construídos 52 novos acessos, 28 novas interconexões, 27 retornos em nível, 18 novas passarelas, quatro passagens inferiores e 58,3 quilômetros de nova iluminação.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui