Contrato emergencial é assinado para manutenção das escadas rolantes da Trensurb

Diretores da Trensurb assinaram nesta quinta-feira, dia 22 de outubro de 2020, contrato com a empresa Nalc Comércio e Indústria de Elevadores. O contrato foi realizado em caráter emergencial, considerando a necessidade de manutenção preventiva e corretiva das 50 escadas rolantes do sistema metroviário, até a conclusão de novo processo licitatório já em andamento.

O diretor-presidente da Trensurb, Pedro Bisch Neto, disse que solicitou à empresa “uma força-tarefa para no menor tempo possível, tenhamos o serviço pleno dos equipamentos à disposição da população”. Em todo o sistema metroviários são 50 escadas rolantes para melhorar o fluxo dos passageiros e 29 elevadores para condução de deficientes físicos, idosos e pessoas com dificuldades de locomoção.

A Estação Petrobras, única estação em todo o sistema que não possui esses equipamentos, deverá receber um elevador e as demais estações onde não há elevadores, receberão uma unidade cada uma. As licitações estão em andamento e o prazo de instalação é de até 12 meses.

13.165 passageiros receberam atendimento especial

A Trensurb oferece um atendimento diferenciado para passageiros portadores de deficiências ou pessoas com dificuldade de locomoção. Os agentes de segurança operacional e demais funcionários das estações são treinados para essa abordagem, condução e atendimento às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, visando a total segurança desses usuários.

O Centro de Controle Operacional (CCO) é responsável pelo monitoramento dentro do sistema de todo esse processo: o segurança operacional ao identificar a necessidade desse acompanhamento, informa em qual trem e horário embarcou o passageiro e a estação de desembarque e o horário da chegada do trem.

Nas 22 estações do metrô circulam, em média, nos dias úteis, 26 passageiros com deficiência visual, 1 com deficiência física e 27 cadeirantes. De janeiro a setembro de 2020, um total de 13.165 passageiros foram atendidos na Trensurb, com acompanhamento e monitoramento do Centro de Controle Operacional.

Além disso, as estações estão equipadas com cadeiras de rodas comuns para a condução de passageiros, quando necessário, para embarque e desembarque, feito pelos funcionários; em todo o sistema são 50 escadas rolantes (com exceção da Estação Petrobras, todas as demais estações possuem esse equipamento) e 29 elevadores.

Nas estações onde não há elevadores, a empresa possui equipamentos utilizados especialmente para a acessibilidade, as garaventas. Atualmente são 2 equipamentos, nas estações Rodoviária e Sapucaia e, quando necessário, são deslocadas para uma outra estação.

A empresa informa, ainda, que é importante lembrar que escadas rolantes são dispositivos para melhorar o fluxo interno das estações e não equipamentos de acessibilidade. Por segurança, pessoas com dificuldade de locomoção devem utilizar elevadores, rampas ou as garaventas disponíveis nas estações, sempre com a orientação de um funcionário do metrô.

Mobilidade Porto Alegre

A redação do Mobilidade Porto Alegre é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Porto Alegre e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@grupopln.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.