Após ampliação, Aeroporto de Passo Fundo será o segundo maior do Rio Grande do Sul

551
A obra possibilitará que o aeroporto receba aeronaves maiores e haja mais oferta de destinos para rotas dentro e fora do Estado (Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini)
Publicidade

O governador Eduardo Leite visitou nesta quarta-feira, dia 28 de julho de 2021, o Aeroporto de Passo Fundo (Lauro Kortz). Ainda em obras de ampliação e modernização, foram investidos R$ 49 milhões no terminal, o que possibilitará que ele receba aeronaves maiores e haja mais oferta de destinos para rotas dentro e fora do Rio Grande do Sul.

“Essas obras dão a Passo Fundo uma outra condição para a aviação regional e para conexão da região norte gaúcha com grandes centros do país. Região essa que é destaque no agronegócio e na indústria de implementos agrícolas, por isso precisa de um aeroporto do tamanho do fôlego que ela tem do ponto de vista econômico“, destacou o governador. “Ao final das obras, este será o maior aeroporto do interior do Rio Grande do Sul, ficando atrás apenas do Salgado Filho, da capital.”

Iniciadas em novembro do ano passado, as obras no Aeroporto de Passo Fundo, avançam em ritmo acelerado, tanto que a entrega, inicialmente prevista para novembro de 2022, deve ser antecipada para fevereiro. Os recursos investidos são oriundos da Secretaria Nacional de Aviação Civil, com contrapartida de R$ 7,5 milhões do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Publicidade
Obras avançam em ritmo acelerado, tanto que a entrega, inicialmente prevista para novembro de 2022, deve ocorrer em fevereiro (Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini)

“Certamente entregaremos um aeroporto de referência, com capacidade para aeronaves maiores e mais segurança nas operações de voo, o que resultará em novas opções de linhas aéreas para a população”, ressalta o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella. “A economia de Passo Fundo, inclusive, já está girando em razão das obras, e novos investidores já começam a projetar negócios na cidade.”

A reforma da pista já foi concluída, incluindo a instalação de novos equipamentos de segurança, como o sistema de balizamento luminoso que auxilia a navegação área e permite a operação por instrumentos.

O cronograma prevê reformas no pátio das aeronaves, que comportará de quatro a cinco aeronaves, o dobro da capacidade atual, e um novo terminal de passageiros, que passará dos atuais 300 metros quadrados para mais de 2 mil metros quadrados, incluindo edificações acessórias.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui